Fortaleza, Ceará

Canindé, Ceará




Canindé

«Fortaleza       «Ceará       «Municípios do Ceará

Canindé

Basílica de Canindé



População: 71.235 habitantes (est. 2000).
Distância de Fortaleza: 108 km. Canindé está localizada na área do sertão central do Ceará.
Canindés era o nome do povo de uma tribo que habitou a região. Os etimologistas propõem três versões para o nome: "teu seio", "tua cama" e "teu mato".

Canindé é destino da segunda maior peregrinação no mundo devotada a São Francisco (superada apenas pela peregrinação em direção a Assis, na Itália, terra natal do Santo). Na semana de 26 de setembro a 4 de outubro (dia de São Francisco), cerca de 2,5 milhões de pessoas visitam a cidade; embora haja peregrinos de todas as classes sociais, a imensa maioria é de pessoas humildes. Leia mais sobre a homenagem a São Francisco.

A devoção dos fiéis é tão forte que o Vaticano elevou a Igreja de São Francisco de Canindé ao status de Basílica, reservado apenas aos principais destinos de peregrinos cristãos em todo o mundo; Canindé é considerada o maior santuário franciscano no continente americano.

A maioria dos fiéis demonstra sua fé e seus agradecimentos por meio de uma expressão típica da cultura religiosa nordestina, os ex-votos, objetos feitos geralmente em madeira, que representam o resultado positivo da promessa ou pedido atendido pelo santo.

Muitas celebrações a São Francisco acontecem no anfiteatro da Praça do Romeiro. A Praça conta ainda com museu, zoológico e parque ecológico. O visitante vai encontrar ainda artesanato baseado em artigos religiosos como terços, fitinhas, velas, medalhas e imagens.

A romaria ao Santuário de São Francisco em Canindé se destaca pelo caminho que o fiel deve percorrer. Mas em vez dos cenários do Velho Mundo, o peregrino terá diante de si a magnífica paisagem sertaneja. Ao longo do percurso, iniciado em Fortaleza, o viajante irá conhecer a fauna e a flora do semi-árido, tomar banho em açudes e riachos, e desfrutar da hospitalidade das fazendas da região.

História de Canindé

No ano de 1775, o sargento-mor português, Francisco Xavier de Medeiros, historicamente reconhecido como fundador do povoado, estabeleceu-se às margens do Rio Canindé, onde iniciou a construção da capela dedicada a São Francisco das Chagas, contando com o auxílio de habitantes locais.

O terreno onde a capela já estava sendo erguida era situado em terras não demarcadas, porém, teve posse reivindicada por três irmãos fazendeiros, tendo de ser interditada por ordem judicial. Além disso, a seca dos três sete, referente ao ano de 1777, também foi razão para a interrupção das obras até 1793.

Somente em 1796, a capela foi inaugurada, tendo como primeiro responsável o padre João José Vieira. Além disso, o Capitão Jerônimo Machado doou a imagem grande de São Francisco, que foi trazida de Portugal. Por essa época, já era venerada em Canindé a imagem primitiva, chamada "São Francisquinho", que ainda hoje é conduzida solenemente na tradicional procissão do dia 4 de outubro.

No início do século XIX, grandes romarias e festejos em homenagem a São Francisco já eram tradicionais, impulsionando o povoado ao desenvolvimento. A tradição narra a ocorrência de episódios no mínimo curiosos, mas vistos como forma de encanto até os dias presentes. Devido à importância do culto à religião, no dia 30 de outubro de 1817, El Rei D. João VI elevou a antiga capela à categoria de igreja matriz, a qual o primeiro vigário, Padre Francisco de Paula Barros, tomou posse no ano seguinte.

Mais informações:
»Canindé. Site oficial, mantido pela Prefeitura de Canindé.
»Rádio São Francisco. Transmitindo de Canindé.

Fonte das informações e crédito das fotos: Secretaria de Turismo do Ceará.