Recife

Museus do Recife e Olinda



«Cultura de Pernambuco.
«Museus em outras cidades de Pernambuco.

ATENÇÃO: RECOMENDA-SE CONTACTAR OS MUSEUS PARA CONFIRMAR HORÁRIOS DE VISITAÇÃO.

Centro Cultural Benfica

Grande parte das obras da antiga Escola de Belas Artes e trabalhos de grande importância para o Movimento Armorial compõem o acervo do centro. Além disso, desenvolve e apóia projetos na área da cultura.
Rua Benfica, 157, Madalena - Recife
Fone: (81) 3227.0657 3228.6589
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h
Entrada gratuita

Espaço Ciência

Espaço dedicado à realização de experiências na área da Biologia, Física, Química, História e Geografia. Tem uma metodologia voltada para a criança.
Memorial Arcoverde, Parque 2, Complexo de Salgadinho - Olinda. CEP: 53111-970
Homepage: Museu Espaço Ciência
Fone: (81) 3301.6141
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e 13h às 17h; sábados e domingos, das 13h às 17h
Entrada gratuita

Fundação Gilberto Freyre

Um dos mais importantes sociólogos brasileiros de todos os tempos, Gilberto Freyre, imortalizou seus pensamentos e teorias através de obras consagradoras como "Casa Grande e Senzala" e "Sobrados e Mucambos". Seu cotidiano e modo de vida também permanecem vivos através da Fundação Gilberto Freyre, localizada na residência onde o estudioso pernambucano viveu durante muitos anos.
O casarão, rodeado por um sítio ecológico, foi conservado da forma como deixou o sociólogo. São objetos de convivência, móveis antigos, porcelanas finas, pratarias e peças de arte popular. O gosto do escritor pela arte está representado na pinacoteca composta por trabalhos de Cícero Dias, Lula Cardoso Ayres, Di Cavalcanti e inclusive telas do próprio Gilberto Freyre.
Homepage: Fundação Gilberto Freyre
Rua Dois Irmãos, 320, Apipucos - Recife. CEP: 52071 - 440
Fone: (81) 3441.1733 - Fax: (81) 3441.2883
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 9h ás 17h
Entrada: R$ 3,00

Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco

Em visita a Pernambuco durante o século 19, o então imperador do Brasil, Dom Pedro II, impressionou-se com a riqueza histórica da ainda província e sugeriu que fosse aberto um espaço para a divulgação desse material. Como resultado foi fundado em 1862 o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco, encarregado de manter viva a memória do estado.
Instalado no centro do Recife desde 1928, depois de ter peregrinado por várias sedes, o Instituto é dividido em espaços temáticos como, por exemplo, a Sala das Lutas Libertárias, que possui dois painéis retratando a Batalha dos Guararapes, além de uma coleção de armas do século 17 ao 20. Na biblioteca, está a edição (1647) de um livro, escrito em latim pelo humanista Gaspar Barleus, retratando os oito anos de governo do Conde João Maurício de Nassau.
Rua do Hospício , 130, Boa Vista - Recife.
Fone: (81) 3222.4952
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 13h às 17h; sábado, das 8h às 12h
Entrada: R$ 1,00

Instituto Ricardo Brennand

Instituto Ricardo BrennandA construção de um castelo medieval em plena cidade do Recife parece ser suficiente para chamar a atenção de quem esteja passando pelo bairro da Várzea. Mas, quem se impressiona com a construção fica ainda mais deslumbrado ao entrar no ambiente, onde se localiza o Instituto Ricardo Brennand.
O instituto, que leva o nome do seu proprietário, abriga um grande arsenal de armas brancas e armaduras medievais, além de uma ampla pinacoteca inaugurada em setembro deste ano com a exposição das obras do pintor holandês Albert Eckhout, que veio ao Brasil durante o século 17 retratar paisagens e cotidiano. O local conta ainda com uma biblioteca composta por obras raras que pertenceram ao historiador José Antônio Gonçalves de Mello e ao escritor Édson Nery da Fonseca.
Homepage: Instituto Ricardo Brennand
Engenho São João da Várzea - Recife. CEP: 50741-520
Telefax: (81) 2121.0352 - 2121.0365
Horário: terça a domingo (das 13h às 17h), quarta-feira (9h às 17h)

Memorial da Justiça

Conta com uma exposição permanente exclusivamente sobre a história do Tribunal de Justiça de Pernambuco. Todas as sedes ocupadas ao longo dos anos pela instituição estão registradas em painéis, fotos e textos.
Avenida Alfredo Lisboa, s/nº, Bairro do Brum - Recife. CEP: 50030-150
Fone: (81) 3224.0142
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 12h ás 18h
Entrada gratuita

MISPE - Museu da Imagem e do Som de Pernambuco

Museu dedicado à história da evolução de tecnologias de imagem o do som e conseqüentemente da memória cultural. Possui gravações com depoimentos de Cícero Dias e Capiba.
Rua da Aurora, 379, Boa Vista - Recife.
Fone: (81) 3231.2716
Visita: segunda a sexta-feira, das 8h às 14h
Entrada gratuita

Museu da Abolição

O antigo Sobrado da Madalena, ex-moradia de uma das figuras mais importantes do Estado, o conselheiro e abolicionista João Alfredo, é o lugar perfeito para se contar a história da escravidão no Brasil. Não é por menos que lá, no imponente palacete, está localizado hoje o Museu da Abolição - único no país a contemplar esta parte da história negra.
O sofrimento passado pelos negros no Brasil, durante o longo período da escravidão, está representado no acervo através de peças de torturas usadas pelos feitores. O museu também é um centro de referência da cultura afro-brasileira, pois abre espaço para manifestações culturais dos negros e seus descendentes. Todos os anos, no dia 13 de maio, (aniversário da abolição da escravatura) o museu promove um concurso de fotografia relacionado ao tema.
Rua Benfica, 1150, Madalena - Recife.
Fone: (81) 3228.3011
Entrada gratuita

Museu da Aeronáutica

Maquetes de antigos aviões dão o tom da exposição permanente, contando um pouco da história da aviação no Nordeste durante as décadas de 20 e 30 do século passado. O criador do Correio Aéreo Nacional, Eduardo Gomes, possui uma sala exclusiva dedicada a sua vida.
Avenida Armindo Moura, 500, Boa Viagem - Recife.
Fone: (81) 3461.7000
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 13h às 17h
Entrada gratuita

Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco

No início dos anos 60, um antigo cárcere de presos eclesiásticos do período colonial foi restaurado e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para abrigar uma exposição de obras doadas por Assis Chateaubriand. Tinha início o Museu de Arte Contemporânea que hoje reúne um acervo de cerca de 2.800 peças.
Além da coleção "Assis Chateaubriand", o museu possui 204 obras de diferentes técnicas e diferentes autores como Cândido Portinari, Francisco Brennand, Telles Júnior, Ladjane Bandeira, entre outros. Há ainda a coleção "Abelardo Rodrigues", que inclui 923 obras, 109 correspondências, 68 fotografias e 106 impressos, adquiridos pelo Governo do Estado em 1984.
Rua 13 de Maio, Carmo - Olinda
Fone: (81) 3429.2587
Horário de visitação: terça a sexta-feira, das 8h30 às 12h30; sábado, das 9h às 12h; domingo, das 14h às 17h
Entrada: R$ 1,00

Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães

Criado no intuito de abrir espaço para artistas da vanguarda, o Museu de Artes Modernas Aluísio Magalhães (Mamam) se transformou num centro de referência da produção moderna e contemporânea. Localizado às margens do Rio Capibaribe, em um casarão do século 19, o museu já abrigou exposições de alguns dos artistas mais importantes da História como Pablo Picasso, Francisco Goya, Jean Michel Basquiat e Auguste Rodin.
Em seu acervo, pode-se encontrar cerca de 830 trabalhos divididos entre pinturas, desenhos, gravuras, esculturas e fotografias. O destaque fica por conta de onze telas de Vicente do Rego Monteiro, um dos principais nomes do modernismo nacional. Desse total, seis telas foram pintadas durante os anos 20 do século passado, auge do movimento modernista no Brasil. Ainda pertencem ao museu a série "Cenas da Vida Brasileira", de João Câmara, uma série de dez telas e cem gravuras que retratam o período Vargas na política brasileira.
Rua da Aurora, 265 - Recife.
Fone: (81) 3423.3007
Horário de visitação: terça-feira a domingo, das 12h às 18h.
Entrada: R$ 1,00

Museu de Arte Sacra de Pernambuco

O Museu de Arte Sacra de Pernambuco (Maspe) está localizado numa das mais belas paisagens da cidade de Olinda, o Alto da Sé. Foi de lá que Duarte Coelho, no século 16, fundou a vila de Olinda. A construção histórica, que abriga o museu desde 1974, já serviu como Câmara do Senado de Olinda, colégio, quartel e casa para freiras.
Grande parte do acervo existente no Maspe, que confirma a Arte Sacra de Pernambuco como uma das mais ricas do país, foi doado pela Arquidiocese de Recife e Olinda. Dezoito passagens da paixão, morte e ressurreição de Cristo, compostas por dezoito artistas pernambucanos, estão retratadas na obra Via Sacra do Artesão. Outro destaque é o presépio nordestino onde se pode notar a presença de mitos da região como Lampião, Antônio Conselheiro e Zumbi dos Palmares.
Rua Bispo Coutinho, 726, Alto da Sé - Olinda
Fone: (81) 3429 0023
Horário de Visitação: segunda a sexta-feira, das 9h às 12h45
Entrada: R$ 1,00

Museu da Cidade do Recife

Forte das Cinco Pontas

O Forte das Cinco Pontas foi construído pelos holandeses em 1630; apesar do nome, o Forte possui apenas quatro pontas, resultado das reformas efetuados pelos portugueses após a expulsão dos holandeses. Localizada no bairro de São José, o forte abriga, desde 1982, o Museu da Cidade do Recife.
Forte Cinco Pontas O museu destaca-se por conter em seu acervo documentos iconográficos de extrema importância para preservação da história urbana e social do Recife. A memória cultural da capital pernambucana é representada através de cerca de 150 mil imagens e de peças provenientes de antigas residências e da Igreja do Senhor Bom Jesus dos Martírios, já demolida; além do acervo iconográfico, o museu guarda um acervo cartográfico com 1.600 mapas do século XVII ao XX, e também uma biblioteca especifica sobre a cidade do Recife.
Forte da Cinco Pontas, s/nº, São José - Recife.
Fone: (81) 3224.8492
Horário de Visitação: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h; sábados e domingos, das 13h às 17h
Entrada: R$ 1,00 (menores de 10 e maiores de 60 anos têm entrada gratuita). Horário de pesquisa: terça a quinta-feira das 10:00 às 12:00hs e das 14:00 às 17:00hs.

Museu de Ciências Naturais

Curiosidades científicas da fauna e da flora mundial ganham espaço no museu.
Esse museu encontra-se próximo ao Zoológico da cidade, que por si só também merece uma visita.
Parque do Horto de Dois Irmãos, Praça Farias Neves, s/nº, Dois Irmãos - Recife
Fone: (81) 3301.6519
Horário de visitação: diariamente, das 8h às 16h
Entrada: R$ 2,00 (segunda a sábado); R$ 1,00 (domingo)

Museu do Estado de Pernambuco

Museu do Estado de Pernambuco

O Museu do Estado de Pernambuco, criado em 1929, reúne elementos do passado que se misturam harmonicamente com ambientes modernos e de novas tecnologias. Instalado em um palacete do século 19, o museu ganhou um novo pavimento, incluindo auditório e novas salas de exposição, após passar por uma ampla reforma. Além disso, conta com climatização adequada em todos os ambientes.
Atualmente, o museu abriga uma coleção de 12 mil peças que contém elementos de todas as etnias que fizeram parte da história pernambucana. Destacam-se gravuras retratando a passagem do período holandês em Pernambuco, objetos de terreiros de cultos afro-brasileiros, mobílias que vão desde o século 17 ao 20 e uma reunião de artefatos indígenas feita pelo cientista, antropólogo e arqueólogo, Carlos Estevão. Em 1938, o Museu do Estado teve sua importância devidamente reconhecida ao ser tombado pelo Governo Federal.
Avenida Rui Barbosa, nº 960, Graças - Recife. CEP: 52011-040
Fone: (81) 3427.9322

Museu do Homem do Nordeste

Museu do Homem do Nordeste

A vida social nordestina em todas as suas especificidades, desde o tempo colonial, até os mais recentes acontecimentos históricos, é retratada de forma verdadeira através do Museu do Homem do Nordeste. Criada em 1979 na Fundação Joaquim Nabuco, a instituição reúne acervos dos antigos Museu de Antropologia, Museu de Arte Popular e Museu do Açúcar.
O acervo do Museu do Homem do Nordeste possui mais de 12 mil peças que vão desde uma casa de taipa cenográfica até carruagens das mais luxuosas usadas para o transporte da aristocracia açucareira. As manifestações da cultura popular nordestina também estão presentes nas fantasias carnavalescas, nos brinquedos populares, nos adornos indígenas e afro-brasileiros e nos instrumentos de trabalho expostos pelo museu.
Avenida Dezessete de Agosto, 2.187, Casa Forte - Recife. CEP: 50061-540
Fone: (81) 3441.5500
Home page: Fundação Joaquim Nabuco, mantenedora do museu (ver link na metade inferior da página)
Horário de visitação: terças, quartas e sextas-feiras, das 11h às 17h; quinta-feira, das 8h às 17h; sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h.

Museu do Mamulengo

Toda a trajetória do mamulengo no Nordeste, desde o seu começo até os dias atuais, pode ser vista através de bonecos, pertences de cena e instrumentos musicais vindos de cada estado da região. É o primeiro museu de bonecos do Brasil.
Rua do Amparo, nº 59, Amparo - Olinda. CEP: 53020-190
Fone/Fax: (81) 3429.6214
Horário de visitação: terça a domingo, das 10h às 17h
Entrada: R$ 1,00

Museu Militar do Forte do Brum

Forte do Brum

A participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial está relatada através de armas e fotos. O museu está localizado num dos mais importantes monumentos de Pernambuco, o Forte do Brum, que está perto de completar 400 anos.
Praça da Comunidade Luso-Brasileira, s/nº, Bairro do Recife - Recife.
Fone: (81) 3224.4620
Horário de visitação: segunda a quinta-feira, das 13h às 18h; sexta, das 8h às 12h. Entrada gratuita.

Museu Murillo La Greca

Pertencem ao seu acervo cerca de 1,3 mil obras de artes plásticas das mais variadas técnicas.
Rua Leonardo Cavalcanti, 366, Parnamirim - Recife.
Fone: (81) 3268.8011
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h
Entrada gratuita

Museu-Oficina Francisco Brennand

Foi a partir de uma antiga olaria da família, desativada em 1945, que o artista plástico Francisco Brennand deu início ao seu templo da arte. Montado pedra sobre pedra pelo artista, desde 1971, o monumento é composto pelos seus próprios trabalhos. No local, é possível encontrar quase 2 mil obras relacionadas, em sua maioria, a temas como sexualidade, flora e fauna, personagens históricos, conceitos e personagens mitológicos greco-romanos.
Propriedade Santo Cosme Damião, Engenho São João, Várzea - Recife.
Fone: (81) 3271.2466
Homepage: Museu Francisco Brennand
Entrada: R$ 2,00

Museu Pinacoteca de Igarassu

Obras dos séculos 17 e 18 demonstram os momentos históricos importantes para Pernambuco, além de santos mártires, Jesus e São Francisco.
Rua Barbosa Lima, s/nº - Igarassu
Fone: (81) 3543.0258
Horário de visitação: diariamente, das 8h às 17h
Entrada: R$ 1,00

Museu Regional de Olinda

O acervo do museu é formado por peças que retratam as residências existentes durante os séculos 17, 18 e 19.
Rua do Amparo, 122 - Olinda
Fone: (81) 3429.0018
Horário de visitação: terça a sexta-feira, das 9h às 17h; sábado e domingo, das 13h às 17h
Entrada: R$ 1,00

Museu do Trem

museu do trem

A história ferroviária de Pernambuco é contada através de documentos e antigos protótipos presentes no museu. Em exposição permanente, à vista dos usuários da estação central do metrô, antigas locomotivas utilizadas na cidade.
Estação Central, Praça Visconde de Mauá, s/nº, São José - Recife.
Fone: (81) 3224 4620
Horário de visitação: segunda a quinta, das 13h às 18h; sexta, das 8h às 12h
Entrada gratuita

Sinagoga Kahal Zur Israel

judeus em Recife

Grande parte da população européia que migrou para o Brasil durante o século 16, período em que Pernambuco viveu sobre forte influência e domínio holandês, era de origem judaica. A presença desse povo se tornou tão maciça no Recife que acabou sendo fundada, na antiga Rua dos Judeus, atual Rua do Bom Jesus, a primeira sinagoga das Américas.
A sinagoga, que passou muito tempo fechada, foi reformada e recentemente reinaugurada. Hoje, abriga o Centro Judaico de Pernambuco e também é responsável por manter viva a história do povo de Israel na cidade, através de uma exposição permanente. As paredes conservam os moldes originais do século 17 e no primeiro piso existe o ambiente reconstituído de uma sinagoga.
Rua do Bom Jesus, 197, Bairro do Recife - Recife
Fone: (81) 3224.2128
Home page: Museu Judaico de Pernambuco
Horário de visita: terças a sextas-feiras, das 9h às 17h; sábados e domingos, das 15h às 19h.
Entrada: R$ 2,00; R$ 1,00 (estudante).