Recife

Araripina, Pernambuco



População: 117.749 habitantes (Censo 2000)
Distância do Recife: 228 km
Acessos: PE-117,BR-104, PE-126, BR-101 (via Palmares), BR-423 e BR-232 (via Caruaru). Visite mapas de Recife e Pernambuco.

História
A fundação do município de Garanhuns aconteceu em 10 de março de 1811. No entanto, somente em 04 de fevereiro de 1879, pela Lei Provincial nº 1.309, teve sua sede elevada à categoria de cidade. Anualmente, no dia 04 de fevereiro Garanhuns comemora a sua emancipação política.
A palavra Garanhuns origina-se do vocabulário "Uraanhu" que quer dizer "homem do campo". Entre as várias versões existentes acerca da origem do nome da cidade, José de Almeida Maciel, em seu livro "Questões de Toponímia Municipal Pernambucana", refere-se a Guirá-nhum, os Pássaros Pretos.
bem vindo a Garanhuns Por outro lado, Sebastião Galvão, em seu "Dicionário Corográfico, Histórico e Estatístico de Pernambuco", diz que é uma palavra indígena significando sítio de guarás e anuns, o primeiro é uma espécie de cão selvagem e anu-anum, pássaro preto.
Garanhuns sempre foi município de importância de Pernambuco, por seu potencial econômico e turístico (ler mais abaixo); entretanto, recentemente, a cidade ganhou projeção nacional por ser terra natal do Presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Economia
Distante 229 quilômetros do Recife, o município de Garanhuns, conhecido como a Cidade das Flores (foto), é famoso também por ser o maior centro de captação de leite do estado. É na cidade, responsável por receber 70% da produção da bacia leiteira pernambucana, que se encontra uma das mais importantes indústrias de laticínios do país.
economia de Garanhuns Com isso, Garanhuns se fortalece como um importante eixo de produção e distribuição de leite para o Norte/Nordeste. Atualmente, a indústria é abastecida por 400 produtores de leite da região, o que dinamiza a economia local e contribui para que Pernambuco amplie o seu percentual de arrecadação de ICMS.
O comércio também tem uma participação expressiva na economia de Garanhuns. A receita comercial do município é mais elevada que a industrial e a agropecuária.
O município agrega ainda atividades ligadas ao turismo, ao lazer. A cidade tem uma boa estrutura hoteleira, além de excelentes restaurantes que vão desde a cozinha regional à suíça.
O município de Garanhuns faz parte da Região de Desenvolvimento do Agreste Meridional, localizada na Mesorregião do Agreste Pernambucano, a qual possui uma área de 10.828,0 km², representando 10,96% do território estadual. A região ainda constitui-se de mais 25 municípios, são eles: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Buíque, Caetés, Calçado, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Jurema, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Pedra, Saloá, São João, Terezinha, Tupanatinga e Venturosa.
A maior e mais expressiva atividade econômica do Agreste Meridional é a pecuária de corte e leite. Não é por acaso que a região é conhecida como bacia leiteira do Estado, pois se destaca na produção artesanal, semi-artesanal e industrial de laticínios.
Além da pecuária, a cultura de subsistência é desenvolvida na região, com o feijão, milho e mandioca; a cultura permanente, nas áreas do brejo, se destaca com o café e a fruticultura. A olericultura e a floricultura também representam algumas das atividades do Agreste Meridional.

Turismo
Para quem ainda não conhece Garanhuns, fica difícil de acreditar que em meio ao Agreste pernambucano existe um lugar frio, florido e com construções e gastronomia em estilo suíço. turismo Garanhuns Bastante aconchegante e com uma estrutura hoteleira forte, a cidade está pronta para receber o turista.
A explicação para o clima peculiar da cidade é que ela se encontra no topo da Serra da Borborema, uma longa cadeia de montanhas que se estende, com nomes diferentes, desde o interior de Minas Gerais até o sul do Rio Grande do Norte.
A melhor época para chegar a Garanhuns é em julho, quando o clima fica perfeito para o vinho e o fondue. Aproveite para tirar o cachecol e as luvas do baú e curtir o Festival de Inverno de Garanhuns (foto), que enche todos os cantos da cidade com atrações culturais. O Festival de Inverno é a festa que atrai o maior número de pessoas à cidade. São nove dias de muita agitação com as atrações que se apresentam, diariamente, nos vários pólos de animação.
No período de julho, a cidade, localizada entre sete colinas, apresenta uma temperatura média de 18ºC, podendo chegar a 5ºC nos pontos mais altos do município.
O Relógio das Flores é a principal atração da cidade. Vale a pena também visitar os parques Euclides Dourado e Pau Pombo. A ida ao Cristo do Magano, durante a Semana Santa, e a Festa de São Sebastião, em janeiro, fazem parte do roteiro religioso da cidade, atraindo mais de 10 mil romeiros para Garanhuns.
Os adeptos do turismo rural podem se aventurar nas fazendas próximas ao município, que servem como pousadas. Nesses locais é possível viver a rotina do campo, andar a cavalo e beber leite fresco tirado da vaca.

Fonte das informações: IBGE e Governo do Estado de Pernambuco
Crédito das fotografias: Governo do Estado de Pernambuco

Leia mais sobre outras Cidades de Pernambuco