Recife

Araripina, Pernambuco



População: 117.609 habitantes
Área: 372 km2
Distância do Recife: 51 km
Acessos: BR-232 (até Vitória de Santo Antão, a estrada está duplicada). Visite mapas de Recife e Pernambuco.

História
Data de 1626 o início do povoamento de Vitória de Santo Antão. Em 1645 já existia no local uma capela e um pequeno povoado. Com a invasão holandesa, a localidade foi ocupada, tendo-se travado a Batalha das Tabocas entre luso-brasileiros e o povo flamengo no dia 03 de agosto de 1645.
O município de Vitória de Santo Antão foi criado por Alvará datado de 14 de março de 1783, sendo, em seguida, elevada à categoria de cidade com o nome de Vitória. Pelo Decreto-lei estadual nº 952, de 31 de dezembro de 1943, o município passou a denominar-se Vitória de Santo Antão. Administrativamente é formada pelos distritos sede e Pirituba e pelos povoados de Cidade de Deus, Engenho Cachoeirinha e Engenho Pitú.
Anualmente, no dia 06 de maio Vitória de Santo Antão comemora sua emancipação política.

Economia
economia de Vitória de Santo AntãoDistante 51 km do Recife, Vitória de Santo Antão está localizado na Zona da Mata Sul do Estado. Vitória é uma das maiores produtoras de aguardente, exportando a cachaça para diversos continentes; a Pitu, uma das maiores empresas produtoras de cachaça do Brasil, tem sua sede em Vitória.
O município tem como principal atividade econômica a agroindústria, com maior potencialidade de desenvolvimento para agricultura, sobretudo para o cultivo da cana-de-açúcar (foto).
Na agropecuária o destaque do município é a criação de gado Nelore da Pitu Agropecuária que, nos últimos 30 anos, esteve presente nas maiores exposições da raça realizadas no Brasil.
Além do município de Vitória de Santo Antão, a Região de Desenvolvimento da Mata Sul, na Mata pernambucana, abrange mais 23 municípios, são eles: Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Chã Grande, Cortês, Catende, Escada, Gameleira, Joaquim Nabuco, Jaqueira, Maraial, Pombos, Primavera, Palmares, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, Sirinhaém, São José da Coroa Grande, São Benedito do Sul, Tamandaré e Xexéu.

Turismo
A cidade tem belas igrejas (foto). turismo em Vitória de Santo Antão A de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos foi palco da chamada "Hecatombe de Vitória", um conflito político ocorrido nas vésperas da eleição provincial, disputada pelo Barão de Escada e a família Souza Leão. Essa hecatombe causou um verdadeiro morticínio no ano de 1880.
O Carnaval de Vitória de Santo Antão é um dos mais animados da Zona da Mata Norte pernambucana. A tradição carnavalesca na cidade é a rivalidade entre os grupos de carnaval, reunindo cerca de 100 agremiações.
A disputa maior ocorre entre os clubes O Camelo e O Leão. O amarelo e azul do Leão e o vermelho e verde do Camelo não se misturam. Na festa, os moradores dividem as opiniões e se transformam em verdadeiros torcedores fanáticos. Há quem se pinte, se vista ou enfeite a fachada da casa com a cor do clube predileto. Os desfiles acontecem no domingo e na terça de carnaval.
Além da folia do Carnaval, a cidade ainda conta com o Vitória Fest no meio do ano, com a mesma animação da época de momo. Trios elétricos e os clubes de frevo animam a festa que recebe milhares de pessoas de todo o estado.
Animação é mesmo a palavra preferida dos moradores de Vitória. A cidade ainda tem a Festa das Tabocas, a Exposição de Animais e também a festa do padroeiro, Santo Antão. Outra atração do município é a vaquejada do Parque Major Expedito, uma das maiores e mais conhecidas do estado.
Um passeio histórico também pode ser uma das opções para quem visita o município. No Monte das Tabocas, onde os brasileiros venceram uma batalha contra os holandeses em 1645, está construída a capela para Nossa Senhora de Nazaré onde existe o Museu Regional, com exposições arqueológicas e folclóricas.
O Sobrado do Mourisco é um prédio que data dos primeiros anos do povoado de Santo Antão da Mata, que deu origem à cidade. Construído em arquitetura moura, possui um balcão do tipo muxarabi, de onde quem está dentro vê o lado de fora sem ser visto.

Fonte das informações: IBGE e Governo do Estado de Pernambuco
Crédito da fotos: Governo do Estado de Pernambuco.

Informações Adicionais

As informações a seguir foram fornecidas pelo Sr. Jones Santos, membro do IHGVSA - Instituto Histórico e Geográfico de Vitória do Santo Antão.

Vitória de Santo AntãoVitória de Santo Antão é um dos principais centros de produção de destilados do País. É a terra dos engenhos - alguns regionais, outros de importância nacional. A produção de cachaça no município teve início em meados do século 17, nos antigos engenhos do período açucareiro. Muitos desses engenhos, como o Bento Velho e o Cachoeirinha, são hoje atrações turísticas abertas ao público. Atualmente, a produção de cachaça acontece em modernas indústrias, como a Pitú, que vende o seu produto para todo o mercado brasileiro e ainda exporta para vários países.

O principal centro de visitação turística em Vitória é o Monte das Tabocas, um dos locais mais representativos para a história pernambucana. Serviu de palco para a primeira batalha travada entre os holandeses e os luso-brasileiros, episódio que deu início à retirada dos holandeses do Brasil. O local foi transformado em Parque Histórico Estadual das Tabocas pelo governo de Pernambuco, em 9 de novembro de 1978. Localizado a 54 km do Recife, tem área total de 9,33hectares, em torno do monte onde, em 1645, foi erguida uma capela à Nossa Senhora de Nazaré - cumprindo-se a promessa, feita três séculos antes, pelo governador da capitania de Pernambuco e um dos comandantes das tropas luso-brasileiras, João Fernandes Vieira, de que ali construiria uma igreja caso os holandeses fossem derrotados.

Instituto Histórico e Geográfico de Vitória do Santo Antão Entre as construções antigas do centro urbano de Vitória, uma das mais importantes é a sede do Instituto Histórico e Geográfico da cidade.
Erguido em 1851, o prédio chama atenção por seu revestimento em azulejo decorado. O local possui um acervo de mais de 7.000 peças, com destaque para as imagens sacras. Em 1859, o edifício hospedou o Imperador D Pedro II e sua família em visita ao Estado. A Instituição vem apoiando a cultura e o civismo, pesquisando e divulgando amplamente a história local, cumprindo nobremente seus objetivos. Recebe visitantes de todas as partes do mundo para conhecer e pesquisar farta documentação da vida rural, da vida doméstica e do folclore do homem nordestino.
Dentre os pontos de interesse turístico de Vitória destaca-se também a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, onde aconteceu um marticínio em 1880, a chamada "hecatombe da Vitória"; a Igreja Matriz de Santo Antão, única paróquia brasileira votiva ao santo; a Igreja Nossa Senhora do Livramento; a Destilaria JB, onde é possível conhecer o processo de produção de álcool; e o Parque Melo Verçosa (horto zoobotânico).

EVENTOS - O principal eventos realizado em Vitória é o Carnaval, um dos mais animados de Pernambuco. O folião encontra de tudo um pouco, desde os clubes carnavalescos que exibem seus carros alegóricos até os trios elétricos com axé music, além dos maracatus. Também desfila pelas ruas da cidade o Taboquinhas, um clube de fados português, o único remanescente desta categoria.

Leia mais sobre outras Cidades de Pernambuco