Recife

Bairros do Recife





Principais bairros do Recife: Boa Viagem, Pina, Piedade, Casa Forte

«Recife
«Informações sobre o Recife

É em Boa Viagem que ficam a praia mais conhecida da cidade, o aeroporto, a maioria dos hoteis, restaurantes e agências de viagem; por isso, para quem chega de visita, fica a impressão de que Boa Viagem é o maior, ou mais antigo, ou mais tradicional bairro do Recife.

Na verdade, para uma cidade com quase 500 anos de História, a ocupação de Boa Viagem ocorreu em período recente; esse site informa que "em 1908, por exemplo, de acordo com os estudiosos do assunto, via-se, apenas, umas 60 casas de construção regular, desalinhadas, e uma capela; a povoação só apresentava alguma vida nos meses de setembro a março, período em que a estação balneária era freqüentada."

Essa página traz mais informações básicas sobre os principais bairros do Recife.
Com o tempo, expandiremos o site para incluir páginas específicas sobre cada bairro.

mapa de Recife O mapa ao lado (abrirá em outra janela) mostra boa parte do Recife; esse mapa está dividido em 14 Retângulos.

O aeroporto, porta de entrada para muitos turistas, encontra-se no Retângulo 14.
O bairro de Boa Viagem ocupa os Retângulos 13 e 14; a Praia de Boa Viagem é o trecho da orla do mar que banha o bairro.

O Retângulo 12 é tomado pelos bairros do Pina (trecho mais próximo de Boa Viagem) e Brasília Teimosa (trecho mais isolado).
Até poucos anos atrás, essa era uma das regiões mais pobres do Recife; o nome deriva de uma antiga favela de palafitas que teimava em não se mudar de sua insalubre localização; em 2003, para dar impacto ao lançamento do Programa Fome Zero, o Presidente Lula fez uma visita a Brasília Teimosa.

Desde então, a situação mudou bastante; os moradores das palafitas foram transferidos para conjuntos habitacionais e a orla foi reurbanizada.
Como consequência, o Pina virou alvo de forte especulação imobiliária, e é provável que diversos edifícios de alto padrão sejam contruídos na região.

O Pina concentra diversos dos bons restaurantes de Boa Viagem (ver aqui); além disso, a Galeria Joana d'Arc, tradicional reduto GLS da Zona Sul do Recife, também fica no Pina.
E vale lembrar também que é possível chegar ao Parque das Esculturas atravessando o Pina; no caminho, bem sobre as pedras dos arrecifes, fica a Casa de Banhos, tradicional restaurante da cidade.

Por Zona Sul, entende-se toda a área que fica ao sul da Ponte que atravessa o Rio Pina; na prática, abrange o Pina, Boa Viagem e o bairro de Piedade.
Piedade, na verdade, localiza-se no município vizinho de Jaboatão dos Guararapes, mas pela proximidade com Boa Viagem ele é tratado pelo trade turístico como um bairro do Recife (por exemplo, o Blue Tree Towers Recife, apesar do nome, localiza-se em Jaboatão).

Piedade tem ganhado destaque recentemente pela proximidade com o Complexo de Suape.
Diversas pessoas que chegam para trabalhar em Suape estão adquirindo ou alugando imóveis em Piedade, seja pela proximidade, seja por causa dos altos preços de Boa Viagem.

Atravessando a ponte que isola Boa Viagem (no final dessa ponte localiza-se o Iate Clube do Cabanga), chega-se a uma bifurcação: virando à direita, encaminhamo-nos para o Recife Antigo, e seguindo em frente, encaminhamo-nos para a áreas "tradicional" e norte.

Para chegar ao centro, passa-se por uma longa avenida chamada Cais José Estelita, que proporciona uma das melhores vistas do rio Capibaribe.
Por décadas, esse cais foi tomado por armazéns e tanques, hoje desocupados; já foi anunciado, entretanto, um projeto para construção de apartamentos de alto padrão na área, o que deve torná-la outro reduto dos ricos da cidade.

O Recife Antigo é composto por diversos bairros, como São José, Santo Antônio, a Ilha do Recife (note que, como há diversos rios cortando a cidade, formam-se de fato diversas ilhas).
O ponto central do Recife Antigo é o Marco Zero, onde se realizam diversos shows e eventos. O Marco Zero é ponto de partida para se conhecer o patrimônio histórico da cidade, que inclui diversas igrejas, monumentos, ruas, prédios, palácios, etc.

Note entretanto que, quando os recifenses se referem ao Centro da Cidade, estão se referindo a uma área um tanto afastada do Marco Zero.
O Centro, grosseiramente falando, é a região mais além do Capibaribe, e inclui logradouros famosos como a Rua do Sol, rua da Aurora, avenidas Dantas Barreto e Conde da Boa Vista; essas áreas são tomadas por comércio e serviços populares, com grande fluxo de pessoas durante o dia e baixo fluxo durante a noite.
Muitos marcos históricos e culturais da cidade, como a Faculdade de Direito, o Parque 13 de Maio, a rua da Aurora, etc, encontram-se nessa região central.

Chegando ao final do Centro, voltamos ao caminho da área "tradicional" e da Zona Norte.

A cidade é dividida de norte a sul pela Avenida Agamenon Magalhães; do lado leste dessa avenida ficam o Centro e o Recife Antigo.

A oeste da Agamenon, mas próximos a ela, ficam os bairros tradicionais do Recife, como Ilha do Leite (onde se concentra o polo médico do Recife, o segundo maior do Brasil), Graças, Espinheiro, Madalena, Parnamirim, Derby, Aflitos, Casa Forte e outros.
Muitas dessas áreas foram tomadas por engenhos; à medida que a urbanização ocorria, era nesses bairros que as famílias tradicionais se estabeleciam.
Com isso, vários desses bairros tornaram-se, ao longo das décadas, redutos das classes rica e média do Recife; e, naturalmente, atraíram grande parte dos bons serviços (incluindo médicos, escolas, restaurantes, etc) da cidade.

O vídeo ao lado mostra um pouco de Casa Forte (que abrigou a mansão principal de um grande engenho), provavelmente o bairro com a mais alta renda per capita do Recife.

Como não tem o mesmo apelo turístico de Boa Viagem e do Centro, esses bairros não ganham destaque nos cadernos turísticos; entretanto, se você vem fechar um negócio ou visitar um amigo, possivelmente conhecerá essa região mais tradicional do Recife.

Embora localizados no norte da cidade, não se costuma referir a esses bairros como Zona Norte; o Norte do Recife abrange apenas a área fronteiriça com Olinda, como o Campo Grande.

Além desses bairros turísticos e tradicionais, ficam os bairros populares.
Imbiribeira (próximo ao aeroporto), Afogados, Joana Bezerra (conhecido por abrigar uma estação do metrô e pelos altos índices de pobreza e violência) são alguns dos bairros da Zona Sul.
Casa Amarela, Beberibe, Várzea, Cidade Universitária (no entorno da UFPE), Macaxeira (primeiro bairro visto por quem chega ao Recife vindo de João Pessoa ou Natal) são alguns dos bairros populares da Zona Sul.